Entrevistas

Seu Juvenal: As impressões sobre a primeira turnê pela Europa

Por André BG | Em 15/04/2018 - 22:32
Fonte: Alquimia Rock Club

Fotos: Sara Magnabosco

 

Comemorando 20 anos de atividades e colhendo os frutos de sua primeira turnê pela Europa, a banda Seu Juvenal concedeu uma entrevista exclusiva ao Alquimia Rock Club através do guitarrista Edson Zacca, que também aproveitou para falar também sobre o projeto "Maldito Rock" e os próximos passos da banda em 2018.

 

Alquimia Rock Club: Primeiramente gostaríamos de agradecer por concederem mais uma entrevista para o Alquimia Rock Club e parabeniza-los pela turnê que fizeram na Europa. Vamos começar falando sobre essa turnê: como foi essa primeira experiência da banda no velho continente? 

 

Edson Zacca: Olá amigos do Alquimia Rock Clube. Nós que agradecemos o interesse de vocês por nossa banda. Talvez a palavra que resuma bem esta experiência seja "aprendizado".  O circuito underground de bandas independentes de lá é muito organizado. Aqui no Brasil a gente vê coisa parecida apenas no mainstream. Lá existem selos fortes que fazem a amarração entre os pubs, bares, festivais, hostels, squatters, empresas de vans, empresas de som e luz, etc. As bandas de lá não saem destes circuitos que funcionam com uma lógica muito parecida no underground e no mainstream.

 

Alquimia Rock Club: Levando em consideração que os temas do Seu Juvenal são cantados em Português, como foi a recepção do público diante do repertorio apresentado? Isso em algum momento dos shows foi uma barreira?

 

Zacca: Muito pelo contrário. Já haviam nos avisado que por lá eles valorizam bastante a música cantada em português do Brasil. O interesse é alto. E o respeito também. E é impressionante como que a música autoral é o que eles curtem. Fizemos oito shows e em nenhum momento, inclusive nos cartazes de divulgação de outros shows, vimos uma banda cover sequer. Ninguém sai de casa para ver Pearl Jam cover. Se for para ver eles querem a original. A galera quer coisas novas. Queremos voltar!

 

Alquimia Rock Club: Das apresentações que fizeram, alguma foi mais especial e marcante por algum motivo?

 

Zacca: Teve uma apresentação na República Tcheca, onde tocamos em um vilarejo chamado Vraclav, com mais duas bandas (inclusive uma banda fantástica de punk da Eslováquia chamada Sugar). Nos colocaram como headliner e o público formado por nativos ficou insano com nosso show. Estava muito frio e a coisa pegou fogo! Para mim foi o melhor.

 

Alquimia Rock Club: Particularmente falando, qual lugar vocês mais curtiram estar?

 

Zacca: Cada um de nós poderia escolher um lugar diferente. Mas eu sinceramente achei Berlin fantástica.

 

Alquimia Rock Club: Nessa primeira passagem pela Europa, quais as principais diferenças que vocês puderam notar em relação a nossa cena? 

 

Zacca: Muita coisa. Mas muita coisa mesmo. Posso citar as principais:

1 - A organização em todas as etapas do processo. 

2 - A inexistência de bandas cover (pelo menos no circuito underground)

3 - Como o acesso aos instrumentos e equipamentos é muito mais fácil por lá. Tanto as bandas quanto as casas de show possuem boas aparelhagens. 

4 - Existem empresas de vans especializadas em transporte de bandas de rock em tour. 

5 - O público é muito variado tanto no quesito idade quanto de estilos mesmo. Lá o rock é o estilo base de todas as gerações.

6 - O selo fonográfico é de grande importância para a cena. 

 

Alquimia Rock Club: Quando ouvimos histórias das primeiras turnês internacionais de bandas como Sepultura e Ratos de Porão, momentos cômicos e inusitados não faltam. No caso do Seu Juvenal, vocês trouxeram na bagagem alguma história digna de risos que gostariam de compartilhar? 

 

Zacca: Rolou muita coisa hilária. Estamos até fazendo um mini-doc que contará um pouco estas histórias. Mas posso separar uma. Na República Tcheca encontramos o público mais louco. E lá a maconha é liberada. E a cerveja é muito barata e é maravilhosamente boa. Então depois de cada show, sempre aparecia alguém que por gostar muito da banda queria nos presentear com maconha e outras ervas. Assim, quando fomos pra Polônia, ainda tínhamos na bagagem uma quantidade enorme da melhor maconha do mundo. E tivemos que dar tudo para um camarada em Vraclav que fez a melhor cara do mundo com o presente. Foi muito triste na hora mas rimos bastante depois.

 

Alquimia Rock Club: No ano passado vocês também lançaram o projeto "Maldito Rock" onde interpretam clássicos "Lado B" da MPB, comentem um pouco sobre esse projeto, como ele surgiu e como foi recebido pelo público da banda?

 

Zacca: Sempre tivemos como influencia artistas como Itamar Assumpção e Walter Franco. E com este projeto a gente resolveu assumir de vez isto prestando esta homenagem. E o nosso público é bem acostumado com nossas esquisitices. Então tem sido muito bem aceito.

 

Alquimia Rock Club: O ano de 2017 também marcou os 20 anos de atividades do Seu Juvenal, qual o balanço que vocês fariam dessas duas décadas de atividades? 

 

Zacca: Nos tornamos uma banda underground com um alcance sonoro bastante satisfatório. Fizemos músicas que se tornaram clássicos locais e que agora queremos ampliar o alcance delas com mais e mais shows fora de nossa zona de conforto.

 

Alquimia Rock Club: Ainda sobre os 20 anos de atividades, qual seria na opinião de vocês o momento mais legal da banda e o momento mais difícil?

 

Zacca: Acho que o ponto alto foi a tour pela Europa. Já os momentos mais difíceis são aqueles de saída de integrantes.

 

Alquimia Rock Club: Quais os planos do Seu Juvenal para 2018? Vocês já trabalham em novas composições para um sucessor do bem-sucedido Rock Errado lançado em 2015? 

 

Zacca: Trabalhamos e vamos entrar no estúdio ainda este ano com certeza. 

 

Alquimia Rock Club: Mais uma vez, agradecemos por concederem mais uma entrevista para o Alquimia Rock Club. O espaço é todo de vocês para darem um recado final ao público. 

 

Zacca: Fiquem atentos, pois a banda Seu Juvenal irá com certeza surpreender a todos com o próximo disco. Se o último foi o Rock Errado, o próximo será malditamente errado! 

 
 
 
 

Para ouvir o Seu Juvenal, acesse:

 

Spotify: https://goo.gl/yzvqZ5 

Deezer: https://goo.gl/CAcRVu 

Google Play: https://goo.gl/TC8EJv

Amazon: https://goo.gl/oZXfHQ 

iTunes: https://goo.gl/kHzFER

Youtube: https://goo.gl/HaAyGr

 

Mais Informações:

 

www.seujuvenal.com.br 

www.facebook.com/seujuvenalmg

www.twitter.com/seujuvenalmg

www.soundcloud.com/seujuvenal

www.youtube.com/seujuvenalmg

www.sapolioradio.com.br

 

 

Press Release e Gestão Cultural:

Eliton Tomasi - SOM DO DARMA

eliton@somdodarma.com.br

www.somdodarma.com.br

(15) 3211-1621  

 
 

Confira também a resenha do álbum "Rock Errado" pelo Alquimia Rock Club: http://www.alquimiarockclub.com.br/resenhas/4629/

  

Confira também a entrevista com o baterista Renato Zaca da banda Seu Juvenal para o Alquimia Rock Club concedida em 2016: http://www.alquimiarockclub.com.br/entrevistas/4712/

 


André BG

Apenas um cara que curte futebol, mulher e Rock 'n' Roll, bebe cerveja e torce para o Palmeiras!

Facebook: https://www.facebook.com/andre.alvesbg.5




blog comments powered by Disqus